>Santorini

>

Terceira escala do cruzeiro e para mim, um dos motivos que me levou a optar por este cruzeiro, esta ilha no meu imaginário simboliza as ilhas gregas.

Santorini ou Santorino, é uma ilha vulcânica localizada no extremo sul do grupo das Cíclades, no Mar Egeu, a cerca de 200 km a sueste da cidade de Atenas, Com uma área total de aproximadamente 73 km², em 2001 tinha uma população de 13.600 habitantes.
A ilha deve o seu nome a Santa Irene, nome pelo qual os venezianos a denominavam. Era anteriormente conhecida por Kallisti, Strongili ou Thera, nome que ainda hoje ostenta em grego.
Para além da ilha principal, Santorini tem nas suas proximidades diversos ilhéus, formando um grupo quase circular de ilhas, vestígio da grande erupção que despedaçou a ilha. 
Ilha Nea Kameni – Volcano – Ilha de grande interesse científico, assumindo-se como um monumento natural protegido. “Local histórico de beleza natural excepcional”, palavras do Centro Cultural Helénico para descrever não só Nea Kameni, mas também todas as ilhas que formam Santorini. A Palea e a Nea Kameni – grupo central de ilhas – e a área da caldeira foram também nomeadas como monumentos geológicos na lista do “World Heritage”.

Como o dia em Rodes tinha sido mais calmo e para aqui tinhamos reservado excursão com o barco a Athinos, Oia e Fira, pela duração da escala ser muito curta, pudemos descansar mais um bocadito, mas como a saída para a excursão seria muito cedo, partida prevista para as 7h30, aproveitei para ir até à coberta para ver o nascer do dia que dizia no diário de bordo estava previsto para as 6h06 e ás 6h30 lá estava eu na coberta para ver santorini aparecer na penumbra envolto em neblina

Imagem

Imagem
e para além de mim e mais meia dúzia de patos só mesmo os asiáticos que trabalham na sombra para que tudo funcione
Imagem

Depois de ir tomar o pequeno almoço, há que reunir na sala Alexander para sermos encaminhados para as lanchas que nos transportariam ao porto de Athinos para apanhar o autocarro que nos levaria numa volta pela ilha até chegar a Oia.

A subida pelas escarpas
Imagem

Imagem
E lá nos despejam no meio da multidão
Imagem

Imagem

Imagem
E de repente lá começam a aparecer as casinhas (igrejas) com os tectos azuis
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
E para terminar Oia visitamos uma das muitas igreja ortodoxa
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
E lá fomos rumo a Fira a capital de Santorini
Imagem

Imagem
A catedral ortodoxa de Fira
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
Também já aqui chegaram…
Imagem
A catedral católica
Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
E depois para regressar ao barco tínhamos bilhete para descer de teleférico ou de burro, como a fila para o teleférico era enorme decidimos ir a pé pelas escadas, porque eu me recusei a ir de burro….
Imagem
Não fui de burro mas fui entre burros, nem sei bem o que foi pior!!!!
Imagem

Imagem
Burros aos milhões a aparecer nas curvas a correr e a encostarem-se ás paredes por causa da sombra e que se desvie quem quiser se tiver por onde e ainda por cima isto
Imagem
O perfume não consigo mete-lo cá mas podem crer que é mil vezes pior do que possam imaginar.
E mais uma despedida
Imagem

Imagem

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s