Olhares

>Feliz Natal

>Este é o meu postal de natal, o presépio mais imaginativo e interactivo que alguma vez tive, nunca passa dois dias igual, agora para além do pai natal sempre vigilante, até o fantasminha veio substituir o anjo e mas duvido que venha assombrar o menino, que mal se vê protegido pelas árvores.

Desejo a todas as minhas amigas e amigos um santo e feliz natal, com tudo do melhor que cada um tem direito, saude, amor e paz.

Eu este ano já tive o meu presente, sinto-me feliz, agradeço pela sorte que tive e não peço mais nada, mas se o pai natal quiser trazer mais alguma coisita eu não reclamo 🙂

Anúncios
Carnes

>Bifinhos de peru no forno

>Vi numa revista uma nova versão destes bifinhos que são muito frequentes cá em casa e resolvi experimentar.

Para além da sopa de cebola, das natas e dos cogumelos, a unica diferença é que estes levam fiambre e queijo ralado.
Então depois de levar os bifes ao forno envoltos na sopa de cebola e cobertos com as natas e os cogumelos,

retirar o tabuleiro quando já estão cozinhados e juntar fiambre cortado grosso aos cubinhos e polvilhar com bastante queijo ralado

e levar novamente ao forno por mais 5 minutos só mesmo para gratinar o queijo.

Com o arroz branquito da praxe ou com puré fica sempre bem.

Bolachas e Bolinhos

>Broinhas de batata

>Estas broinhas e umas primas de abobora, são muito comuns por aqui na zona de Coimbra e eu nunca tinha feito, este ano resolvi experimentar e comecei pelas de batata que me pareceram mais fáceis.

1 kg de batata descascada
1 kg de farinha
800 gr de açúcar
6 ovos
1 colher de sopa de fermento
1 colher de sopa de canela
1 colher de sopa de erva doce
Em primeiro lugar descascar as batatas e coze-las em água com uma pitada de sal.
Escorrer e passar pelo passe vite para fazer puré, deixar arrefecer um pouco e em seguida juntar o açúcar e mexer bem.
Bater ligeiramente os ovos e juntar á mistura anterior.

Juntar a farinha misturada com o fermento e envolver bem, aqui é necessário meter as mãos na massa, para conseguir absorver bem a farinha toda e amassar bem.

Juntar a canela, a erva doce e amassar até ficar com a cor uniforme, estas quantidades podem variar consoante o gosto.

Por ultimo juntar as frutas a gosto, secas ou cristalizadas, ou as duas, para ficar mais ou menos bem de frutas deve levar pelo menos 750 gr no total.
Eu utilizei 250 gr de passas, misturando douradas e das negras, 250 gr de frutas cristalizadas sortidas e uma chávena de nozes (não pesei) e as broinhas ficaram com poucas frutas, bom para quem não gosta muito.
No fim da massa pronta é só tender as broinhas do tamanho desejado envolvendo bem em farinha, e vai ao forno em tabuleiro só polvilhado com bastante farinha.

As primeiras que fiz não envolvi na farinha e também ficaram bem.

Tartes

>Tarte de maçã

>Esta tarte fiz para aproveitar umas maçãs que estavam já a passar do limite do bonito para a vista.
Habitualmente quando faço tarte de maçã, faço sempre uma que já tenho por aqui, mas resolvi variar, para ver se o pequeno comia, já que gosta muito de leite creme e esta tem uma base que é quase isso.

1 base de massa folhada de compra
5 dl de leite
100 gr de açúcar
1 gema
2 colheres de sopa cheias de farinha maizena
2 maçãs grandes

Colocar a base de compra numa forma de tarte.
Misturar a farinha maizena com o açúcar e com a gema, bater bem e dissolver com um bocadinho de leite.

Levar o restante leite ao lume e logo que levante fervura juntar a mistura da maizena com cuidado para não ganhar grumos, deixar ao lume até engrossar e deitar na forma da massa folhada.
Cortar as maçãs aos gomos bem fininhos e dispor em cima do creme, eu fiz só uma camada e sobrou maçã…mandam as regras que se regue a maçã com sumo de limão para não oxidar, eu não faço nada disso e ficou linda

Polvilhar com açúcar e canela e levar ao forno a 200º mais ou menos 20 min, ou até as maçãs estarem douradinhas e massa cozida.

Mamã eu como amanhã tá bem??!!

É claro que a fatia ainda estaria lá hoje á espera se não fosse estar tão boa e os devoradores do costume não dessem conta dela 🙂

Quiche

>Quiche de frango com courgete

>

Mais uma quiche de frango.

O modelo é sempre o mesmo, variando na massa que ou é folhada de compra ou a aprovadissima massa integral do costume que aprendi com a ameixinha e que utilizei nesta.

60gr de farinha integral
60gr de farinha normal
60gr de margarina vegetal
1 gema
2 colheres de sopa de água morna

Primeiro preparei a base, juntei as duas farinhas e a manteiga e amassei com as mãos até ficar tudo tipo pão ralado, depois juntei a gema amassei e como estava um bocadito seca juntei as colheres de água e amassei mais um bocadito.

foi ao frigorifico embrulhada em pelicula aderente, a descansar até fazer o recheio.

Para o recheio

1 courgete
1 cenoura
1 cebola
sobras de frango estufado desfiado

4 ovos
1 pacote de natas
Tomate cereja e rodelas de courgete para decorar
Queijo ralado

Picar a cebola, cortar a cenoura ás fitinhas finas e a courgete aos cubinhos, reservando umas rodinhas para decorar.

Levar tudo ao lume até os legumes estarem meios cozinhados e juntar o frango desfiado.

Bater os ovos com as natas.

Esticar a massa e forrar a forma, deitar os legumes dentro e cobrir com a mistura dos ovos.
Decorar com a courgete e tomate cereja, polvilhar com queijo ralado.

Levar ao forno a 200º por 30 minutos e já está.

Olhares

>Oh!oh!oh! o natal está a chegar

>Já cheira a natal.
Em cima da mesa para ir petiscando os frutinhos da época que tanto gostamos.

A arvore de Natal este ano é um misto de quase tudo que já saíu nos anos anteriores, numa misturada alegre de cores e objectos.

No presépio, nada como o religioso e o profano em harmonia, já chegam as discriminações nos outros sectores do dia a dia, um pai Natal grande de guarda e um pequenino para adorar o menino jesus fica sempre bem e se levar umas árvores do play mobil fica ainda melhor.

O grande problema é a carta para o pai natal, que já está escrita, mas ainda não saíu para o correio porque está á espera que o semáforo esteja verde, porque se a bolinha do semáforo continua no vermelho a carta não pode seguir o seu caminho.
Carnes

>Lombo estufado

>

Em vez de assar sempre o lombo no forno, por vezes faço estufado na panela, fica mais suculento e não fica seco.
1 lombo
1 cebola grande
2 tomates bem madurinhos
4/5 dentes de alho
1 copo de vinho branco
Cogumelos
Azeite q.b.
Temperar o lombo a gosto, com algumas horas de antecedência

Fritar o lombo inteiro no azeite e nos alhos só esmagados, com a casca e tudo, virar de todos os lados para ficar tostado e guardar os sucos dentro.
Juntar o vinho de uma só vez e abanar o tacho, faz uma grande espumarada, logo que acalme, juntar a cebola cortada de modo grosseiro e o tomate.
Deixar estufar em lume brando e quase no fim juntar os cogumelos.
Retirar a carne e fatiar.

Cá em casa fica sempre bem com massinha, mas com arroz ou puré também deve ficar bom…