Acompanhamentos, Atum, Feijão

>Feijão frade com grelos e outros

>

Este é um acompanhamento que faço de vez em quando cá em casa, principalmente nesta época em que há muita variedade de grelos e espigos de nabo e couve, não é própriamente uma receita, mas uma sugestão, porque por vezes a imaginação falta e acontece muitas vezes questionar-nos do que fazer e fazemos sempre o mesmo.
Uma coisa super fácil e super rápida, principalmente se se usar feijão de lata já cozido, um acompanhamento para variar das batatas, arroz e massa, uma variante ás migas, porque nem sempre temos broa.
Basta aquecer uma lata de feijão frade, cozer os grelos e neste caso ovos.
Juntar o feijão com os grelos, temperar generosamente com azeite e dispor por cima os ovos picados ou em quartos e o atum.

Pode servir de acompanhamento também para peixe frito ou grelhado, ou mesmo carne grelhada.

Cá em casa os homens adoram, eu não aprecio muito estes feijões, mas até já me habituei ao sabor e já como bem.
Anúncios
Atum, Entradas e petiscos, Rissois e pasteis

>Pasteis de atum no forno

>

A minha mãe sempre me disse que eu tenho mais olhos que barriga, ou seja não posso ver nada, que quero logo comprar ou fazer para provar, nem que depois não goste, não foi o caso destes pasteis maravilhosos, assim que os vi no blog da Claudia a rirem-se para mim
fiquei logo em pulgas para fazer, só tinha a dúvida se iria encontrar o queijo de que ela fala, porque nunca o tinha visto por cá e sem saber que tipo de queijo é, poderia não sair bem.

Mas afinal foi fácil encontrei logo no sitio do costume, queijo ricota.

A vontade de os fazer foi não só pelo recheio que eu adoro, mas principalmente pela massa, só de queijo e farinha, sem ponta das gorduras habituais neste tipo de massa e também porque me fizeram lembrar um pastelão de atum que costumo comer numa pastelaria da Covilhã sempre que lá vou e que adoro.

A receita dela que eu cumpri á risca, para não falhar nada fiz apenas uma pequena proporção para a farinha, porque a embalagem de queijo de cá tem 250 gr em vez dos 300gr que a receita manda.

1 embalagem de queijo ricota 300gr
250gr de farinha
sal a gosto
Gema de ovo para pincelar.

Primeiro transferi o queijo para uma taça grande e juntei a farinha pouco a pouco, primeiro amassei com uma colher de pau e depois com as mãos, a farinha juntei pouco a pouco, para ter a noção de quando a massa estaria pronta para esticar sem se colar ás mãos, o sal não meti, porque provei em cru e não me pareceu precisar, mas quando se prova depois de cozido sente-se a falta de uma pitadinha, mas o marido disse logo que não lhe faz falta…
O recheio foi mais ou menos á minha maneira.
1 cebola média
2 dentes de alho picadinho
1 lata de atum pequena 120gr
1mão cheia de azeitonas
1 fatia pequena de pimento vermelho
1 cubo de polpa de tomate caseiro
Azeite q.b.
Meio copo de vinho branco

Tudo muito picadinho a refogar no azeite, refresquei com um bocadinho de vinho branco, para não fritar a cebola e porque estava a ficar muito seco.

Depois foi só esticar a massa na pedra enfarinhada e cortar rodinhas com um copo, uma nota é que esta massa estica-se que é uma delicia.
Em cada rodinha meti uma colher de chá do recheio e foi até acabar a massa e o recheio que por acaso acabaram mais ou menos ao mesmo tempo.

Por num tabuleiro forrado de papel vegetal e pincelar com gema de ovo dissolvida num pouco de leite
Cozi em forno pré-aquecido a 200º mais ou menos 20 minutos
Os meus pasteis ficaram pequeninos, tamanho de rissois e deu 24 pasteis, mas isso depende do tamanho do copo que se usa para cortar a massa.
Atum, Lasanha

>Lasanha de atum

>

Nunca tinha experimentado as folhas de lasanha frescas, quando fazia lasanha, normalmente usava as placas embaladas, secas.
Estas ficam muito melhor, vale bem a diferença do preço, ficam muito mais macias.
Para o recheio fiz um refogado vulgar
1 cebola grande
3 ou 4 dentes de alho picadinho
1 cenoura grande
1 frasco de cogumelos laminados
1 frasco de polpa de tomate caseiro (+/-250gr)
1 lata de atum grande 350gr
Azeite q.b.
Molho bechamel:
40 g de manteiga
30 g de farinha(2 colheres de sopa)
1/2 l de leite
sal e pimenta q.b.
1 embalagem de placas de lasanha fresca.
Queijo ralado q.b.
Para o recheio é só fazer o refogado dos ingredientes todos, até a cebola estar bem transparente e o atum junta-se só fim para não ficar em papa.
Entretanto faz-se o molho bechamel, ou quem preferir usa de compra já prontinho, eu prefiro fazer.
Derrete-se a manteiga em lume brando, incorpora-se a farinha e adiciona-se o leite quente, mexendo continuamente ate levantar fervura. Deixa-se fervilhar durante cerca de 10 minutos em lume muito brando para cozer a farinha, retira-se e tempera-se com sal e pimenta a gosto.
Depois é so montar a lasanha.

Por um bocadinho de molho a cobrir o fundo do pirex e por cima coloca-se uma placa de massa, e por cima recheio e assim sucessivamente até acabar, o ultimo deve ser uma placa de massa coberta de bechamel e polvilhada de queijo ralado.

Vai ao forno o tempo necessário para cozer a massa, eu deixei menos tempo do que a indicação da embalagem que me pareceu exagerada e ficou bem cozida.
As minhas nunca ficam tão cremosas como as que se compram feitas, mas prefiro as minhas, porque concerteza tem menos farinha gordura e principalmente aditivos.
Atum, Patês

>Patê de atum – Dia laranja

>A Mary lançou um desafio muito engraçado, quinzenalmente á quarta feira celebramos o dia-da-cor esta semana a cor escolhida foi o laranja, por isso todas as blogueiras terão que apresentar um prato em que a cor dominante é o laranja.

Como esta primeira quarta feira, foi muito em cima do acontecimento e como o tempo escasseia, não tive tempo nem para fazer nem para pensar em mais nada.
Mas como imaginação é o que não falta e não podia deixar de participar, fiz um patezinho de atum, para o lanchinho, eu sei que não é laranja, mas se o transformarmos numa bela rosinha de pétalas de cenoura, quem é capaz de dizer que patê de atum não é laranja 🙂

2 latas de atum
2 colheres de pikles (preferencia para a cenoura)
2 colheres de sopa de maionese
1 colher de sopa de mostarda
1 colher de sopa de ketchup
Tostas dos belos pãezinhos caseiros
Atum e pikles trituradinhos na 123, depois tudo tranferido para uma tacinha e junta-se os molhos e bate-se bem com um garfo….

Esta técnica das cenourinhas fazem sempre uns efeitos bonitinhos, costumo fazer com outros patês e fica bonito como neste de salmão

Atum, Massas, Peixe

>Massa da prima Lu

>Esta receita foi a minha prima são que me deu, mas com a recomendação que a autora é a Lu (filha).

É mais uma daquelas massa super-rápidas e super-fáceis como eu tanto gosto, já não sei se a receita está exactamente como ela me disse, mas se tiver alguma alteração ela corrige heheh!!

Massa a gosto, eu usei cotovelinhos
Atum 2 latas
Cogumelos 1 lata
Natas 1 embalagem
Alho 4 dentes
1 Cubo de Knorr de peixe, eu não usei, porque não tinha em casa, substitui por
Uma colher de sobremesa de sopa de marisco.
Ketchup q.b.

Meti numa frigideira grande 4 dentes de alho só esmagados com a faca, a alourar em azeite.

Juntei uma lata de cogumelos e deixei cozinhar um bocadito.

Juntei duas latas de atum, envolvi e deixei só aquecer.

Juntei logo em seguida as natas, o pó da sopa de marisco, duas colheres de sopa de ketchup.

Mais duas voltinhas e estava um recheio lindo!!!

Entretanto a massinha já estava a cozer e foi só juntar tudo.

O sabor do atum com as natas resulta divinal.

Atum, Massas, Peixe

>Massinha de atum

>

Ontem cheguei a casa depois de quase 15 dias fora e como tinha o frigorifico vazio e não vinha com paciencia para grandes cozinhados fiz uma massinha que eu gosto muito e é facil rápida e não exige nada descongelado nem comprado fresco, é boa para fazer quando se chega tarde a casa e não há outra alternativa rápida.

Uma cebolinha média
Três dentes de alho
Um tomate madurinho(congelado)
Duas latas de atum
Massa a gosto

Faz-se um refogado com a cebola, alho, tomate e pouco azeite, por causa do do atum.
Depois de estar tudo apuradinho, deito o atum bem escorrido e logo em seguida a água que até pode já estar a ferver.
Junto a massa o sal e é só deixar cozinhar.

É uma coisa que faço de vez em quando, porque junto duas coisas de que gosto bastante, a massa e o atum, para além de ser super-rápido

Atum, Peixe, Saladas

>Salada de ciclistas

>Ora aqui está uma coisa de que não gosto nada!!!!!, mesmo mesmo nada!!!!daí o nome alcunha que meti aos ditos cujos fejões frades

Mas como o marido gosta e anda sempre a lamentar-se que nunca faço!!!!

Nem sei muito bem como se faz……… e nem ficou com grande aspecto……., mas ponho na mesma assim pode ser que alguem me diga uma maneira de melhorar a coisa hehehehe

Fiz assim

Uma latinha de feijão frade
Uma latinha de atum
Dois ovos partidos aos cubinhos
uma cebolinha média picada

Tudo misturado e regado com azeite e o marido ainda lhe acrescenta azeite