Carnes, Massas

>Bolonhesa especialissima

>Um dia destes tinha uma carninha picada estufadinha com um molhinho delicioso bem apuradinho, prontinha para cair em cima de uma massinha branca, vai daí pedi ao marido para tratar da massa enquanto eu dava banho ao menino.
Eu ainda ouvi a massa a partir, cedo demais e pensei, mas a massa não se costuma partir para bolonhesa, mas não liguei, depois ainda pensei mas será que ele vai meter a massa na água fria, porque o tempo para aquecer a água era nulo, mas continuei para a casa de banho e eis que vem a pergunta!!

Olha lá esta carne não precisa de mais água? isto tem pouca água para cozer a massa!!
Plim!! fez-se luz!!! a massa já estava lá dentro, massa para três, em meio kilo de carne de vitela, mais uma chávena de soja moida!!!

E agora!! o que fazer?!

Pois a solução foi meter mais massa porque a quantidade de carne era exagerada, mudar de tacho e juntar a tal água!! e a cara de satisfeito do marido, vais ver que ainda fica melhor  🙂 é que salvou a situação.

Pois melhor ficou, só que ficamos com um mega tacho de massa que não dava para congelar, (penso eu) foi metade da semana a comer carne com massa e massa com carne, o que vale é que todos gostamos de massa e o pequeno adora carninha picada.

Para remediar e tentar variar um pouco, ainda meti um tabuleiro no forno.
Com a massa e a carne envoltas em molho bechamel
e polvilhado com queijo mozzarella ralado
Ficou com um ar de lasanha picada 🙂 foi uma solução que agradou e provávelmente repetimos, mas na próxima meto-lhe umas natinhas e menos bechamel 🙂
Anúncios
Enchidos/Fumeiro, Massas

>Massinha reciclada

>Cá em casa continuamos a comer e continuo a fazer as coisinhas do costume, mas a máquina fotográfica tem ficado esquecida, a vontade de de tirar fotografias e de escrever tem sido pouca.

Mas como a Rute me desafiou a participar no passatempo da reciclagem na cozinha, resolvi participar mesmo em cima do joelho á boa portuguesa, não é nada de especial, nem foi feito de propósito para isso, mas é uma reciclagem pura, daquelas que costumo fazer cá em casa.

Desde sempre cá em casa quando se trata de comida, nada se deita fora, tudo se transforma em novos pratos mais ou menos apetitosos, umas vezes corre bem e sabe a pouco e outras nem por isso, mas o lema é se há tanta gente a morrer de fome no mundo, não podemos desperdiçar, não me parece uma atitude muito razoável, mas também pelo controle das finanças que agora mais que nunca há que poupar.

Esta massa foi feita quase exclusivamente de aproveitamentos de coisas que por si só já não dariam para nada e de uma massa cozida que também não teria grande sorte noutra situação.

Umas fatias de fiambre e de bacon a precisar de consumo urgente.
Dois ou três pauzinhos de delicias que andavam para lá no congelador.

Uma latinha de cogumelos.
Uma tacinha de massa de lacinhos cozida que tinha sobrado.
Tudo salteado num fio de azeite e alho picado com um bocadinho de ketchup e mostarda e já está, rápido e eficiente.
Dependendo do tipo de sobras assim se adapta a receita, uma coisa que faço muito são quiches como já tenho aqui esta radicalissima e aqui uma mesmo de crise umas tortilhas e quem não conhece a famosa roupa velha, desde que sobrem batatas cozidas e legumes já está, um sem numero de ideias e muitas mais haverá.
Marisco, Massas

>Massada de marisco

>Já há algum tempo que não trazia uma massinha, ainda que cá em casa sejam mais que habituais.

Esta é mais uma para fazer rápido e quando não há nada descongelado, desde que se tenha

1 cuvete de mariscada

1 cebola

3 dentes de alho

1 tomate bem madurinho

Azeite q.b.

Refogar a cebola e o alho picadinhos no azeite.

Juntar o tomate partido aos pedacinhos

Quando estiver tudo bem cozinhado, juntar a cuvete de marisco variado, ou outros marisco a gosto avulso.

Deixar só mais uns minutos, juntar água e a massa agosto.

Rápido, eficiente e bem gostosinho

Massas

>Espirais coloridas

>

Massa e massa, cá em casa comemos mais massa, do que tudo o resto somado 🙂 quando há dúvida do que fazer, ou não se descongelou nada com antecedência, ou quando há algo para aproveitar a alternativa costuma ser sempre a mesma, Massa 🙂

Esta foi feita para aproveitar uns peitos de frango assado que tinham sobrado.
Com uns legumes daqueles pré cozinhados que é só por ao lume com um bocadinho de azeite, para aquecer e já está
neste caso
juntei um bom copinho de polpa de tomate daquela que me tem viciado ultimamente.

Juntei o franguito desfiado e deixei apurar um bocadinho.

As espirais são daquelas bem coloridas e que basta cozer em água e sal e também já está.
E o jantar está feito em mais ou menos 15 min, porque enquanto a massa se coze o resto também fica pronto.

Massas

>Tortelloni de espinafres e queijo

>

Nunca tinha comido este tipo de massas recheadas cá em casa e resolvi comprar para experimentar.
Então depois de cozer a massa, achei que tinha um arzinho um bocadinho desolado e resolvi fazer um molhinho para alegrar o prato.

com
250 ml de leite quente
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de farinha
3 colheres de sopa de polpa de tomate com alho e cebola
Meio cubo de knorr
e mais uns pózinhos de perlimpimpim e menos as natas!!!!
Fiz um molho bechamel colorido.

Meti a massa cozida num tabuleiro de ir ao forno e o molho por cima, polvilhado com queijo ralado, foi só a gratinar um bocadinho.

Acompanhado com uma saladinha ficou bom, mas não é para repetir, não sou muito fã destas coisas com recheio que eu não vi fazer, nem sei muito bem o que tem lá dentro!!!

Carnes, Massas

>Massa com grão

>Uma das poucas coisas que eu não aprecio muito, no mundo da comida é grão!!! em sopa gosto muito, desde que lhe coe as cascas, mas de resto como!!!

Mas como o marido gosta e anda sempre a queixar-se que não faço este tipo de comida, resolvi misturar umas coisa de que gosto para ficar mais comestível para mim.

Fiz um tipo de rancho, e digo tipo, porque a mãe disse-me logo que rancho não é com frango e nem com espigos!!! foi o que tinha á mão 🙂

Então primeiro estufei o frango partido aos pedaços com

Uma cebola
Um tomate
Três dentes de alho
Uma cenoura grande
Uns pedacinhos de chouriço
Azeite e sal q.b.

Depois da carne estar bem tenrinha, juntei os espigos e água e logo que ferveu juntei a massa e o grão de lata.

foi só deixar cozer a massa e apurar um bocadinho o molho

Carne picada, Carnes, Massas

>Esparguete á bolonhesa

>Há já muito tempo que não fazia esta carne assim picada, desde que as vacas andam loucas, que a carne deste tipo quase acabou cá em casa, só de vez em quando para matar a saudade.

Esta mesmo assim, não é só vitela,
250gr de vitela picada
250 gr de porco picado
Meio chouriço caseiro picadinho
Uma cebola
3 dentes de alho
3 tomates médios bem madurinhos.
Meio copo de vinho branco
Azeite, sal e polpa de tomate q.b.

Primeiro piquei a cebola e os alhos e meti a alourar em azeite, juntei o chouriço, a carne, o vinho e deixei cozinhar bem, a meio juntei o tomate porque já estavam congelados, logo desfazem-se muito rápido. Juntei também um bocadinho de polpa de tomate e deixei apurar bem o molho.
Depois é só cozer a massa esparguete al dente e já está.