Pão

>Pão de queijo

>

Se me perguntassem o que eu gostei de comer no Brasil eu diria sem pensar pãozinho de queijo, claro que gostei muito de outras coisas, mas pão de queijo eu adorei, lá estavam eles sempre no pequeno almoço/café da manhã, quentinhos mesmo é minha espera, penso que comi todos os dias numa refeição ou noutra ou em todas, fiquei fã.
Por isso andava já há algum tempo com vontade de experimentar e se pensei vai ser este fim de semana fui logo comprar o polvilho necessário, sem vêr qual deles seria mais indicado e quando fui pesquisar uma receita, só encontrava receitas com polvilho doce e só para contrariar, o que eu tinha comprado foi mesmo o azedo
Mas…. como quem tem amigos não dorme em baixo da ponte mandei um SOS á minha amiga Claudia que por coincidência também tinha a receitinha mais fácil das que encontrei e ela respondeu que melhor mesmo é polvilho azedo e eu meti mãos á massa neste caso nem é necessário, porque o liquidificador faz tudo.

A receita foi a que ela encontrou no site de a e que por sua vez encontrou no de b mas penso que a original está mesmo aqui e eu como é uma coisa que tenciono fazer mais vezes copio na integra para aqui com as minhas alterações e quem quiser vêr os intermediarios da receita pode vêr lá.

½ chávena de leite (120 ml)
¼ chávena de azeite (60 ml) eu usei óleo
1 ovo pequeno
1 chávena de polvilho doce, eu usei azedo
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 pitada de sal ou a gosto
Flor de sal e alecrim para espalhar sobre a massa, esta parte eu passei

Coloque no copo do liquidificador o leite, o azeite, o ovo, o polvilho, o queijo e o sal, eu usei óleo, porque a Claudia disse lá no blog dela que os meninos não gostaram por causa do sabor forte do azeite, eu como também não gosto muito desse sabor nas bolas de carne, achei melhor mudar para óleo.

Bata bem e distribua em forminhas de empada não untadas.
Os primeiros que tirei logo que sairam do forno estavam um bocadinho colados na forma, não sei se por terem cozido demais ou por estarem muito quentes, porque os ultimos já sairam melhor.

Espalhe um pouco de flor de sal e folhinhas de alecrim por cima e leve ao forno bem quente.
Deixe assar por cerca de 20 minutos. Rende: 24 pãezinhos.

Como dizia forno bem quente durante 20 min, eu liguei o meu forno a 220º e distrai-me no tempo, antes de o relógio tocar, fui espreitar e os pães já estavam dourados, demais parece-me, porque os que comi pelo Brasil eram sempre branquinhos.

A quantidade que deitei nas forminhas também me pareceu demais porque eles cresceram tanto que pareciam uns balõezinhos dentro do forno, também por isso os meus só renderam 17 pães.

Por fora ficaram douradinhos mas por dentro ficaram com a consistência meio elastica e macia que conhecia e ficaram muito bons, o marido disse que sabiam pouco a queijo.

Para a próxima junto mais um nadinha de queijo para ficar com sabor mais forte, talvez o queijo não seja o indicado, porque nos blogs que vi fala muitas vezes em queijo de minas que por cá não há, eu usei mesmo o parmesão que também já não é muito fácil de encontrar por aqui.
Anúncios
Máquina de Fazer pão, Pão

>Pão de mistura

>Mais um pão feito pelo padeiro de serviço cá de casa, o marido que desde que temos a máquina que ele assumiu o comando e vai testando e inventado, experimentando farinhas e novas proporções, para encontrar o pão perfeito.

450 ml de água
1 colher de chá mal cheia de sal
100 gr de farinha de milho
200 gr de farinha de centeio
450 gr de farinha de trigo
1/3 de um pacote de fermento ramazzotti

Meter tudo na máquina de fazer pão pela ordem dos ingredientes apresentados.

O programa escolhido foi o 1 na minha máquina, corresponde a pão branco – 3h e o tostado é o médio.

Neste pão o marido experimentou uma coisa nova para ver se conseguia um pão mais cozido na parte de cima, porque normalmente qualquer que seja o tostado, só se nota alguma diferença por baixo e de lado, sendo que por cima fica sempre mais branco.

Para isso ele inventou tapar a cuba da máquina com uma pelicula de aluminio dobrada e ajustada para tentar manter mais calor em cima e na verdade resultou bastante bem, o pão ficou bem mais douradinho por cima.

A farinha de centeio, já me têm perguntado onde a compro, esta que estamos a usar, nem tem marca, comprou-a numa casa/armazem de produtos agricolas, daquelas casas á moda antiga que vendem tudo, desde sementes a granel e em pacotinhos, farinhas, comida para animais…..

Esta fotografia é de um pão semelhante sem a pelicula de aluminio, nota-se alguma diferença na parte de cima, principalmente.

Na primeira fotografia, nota-se uma certa homogeneidade na côr.
Pão

>Pão de chouriço

>Quando fiz a ultima pizza utilizei só metade da massa e com a restante resolvi fazer pão de chouriço para experimentar, porque nunca tinha feito.

A receita é a que tenho utilizado para fazer a massa de pizza

300ml de água
3/4 de colher de cha de sal
2 colheres de sopa de azeite
450 gr de farinha tipo 55
2 colheres de chá de açúcar
1 pacote de fermento em pó. eu costumo usar  do ramazzotti e meto só metade.

Meter os ingredientes na máquina de fazer pão e seleccionar o programa massa e numa hora e meia está a massa prontinha para fazer uns pãezinho deliciosos, pizza ou o que se quiser.

No fim do programa acabar deve-se retirar a massa para uma superficie enfarinhada, eu não ponho na pedra da banca de cozinha porque me parece que a massa arrefece e não fica boa, por isso transfiro para uma taça que passei préviamente por água quente.

Deixa-se a massa repousar durante pelo menos 10 min para levedar mais um bocadinho.

Esticar a massa do tamanho que se quiser e rechear com chouriço ou outra coisa, eu recheei com chourição cortado fininho e enrolei.

Foi ao forno a 225º num tabuleiro enfarinhado durante 30 min

Soube a muito pouco, só deu para provar ainda quente, porque frio nem sabemos como sabe!! se é melhor ou pior 🙂
Máquina de Fazer pão, Pão

>Brioche

>

Desde que tenho a máquina de pão que andava com vontade de experimentar este tipo de pão mais leve, mas tinha a consciência critica sempre a reclamar tanta manteiga!!!! açúcar!!!! bem mas hoje lá me decidi e quem não quer não come ou come sem nada, porque afinal já tem manteiga.

Procurei uma receitinha e encontrei esta em montes de sitios, por isso achei que devia ser boa.

100ml de água
150gr de margarina
4 ovos
5gr de sal
100gr de açúcar
600gr de farinha
1 saqueta de fermento

Primeiro derreter a margarina no microondas e bater os ovos.

Adicionar tudo na cuba da máquina de fazer pão pela ordem indicada na lista de ingredientes.

Seleccionar o programa de pão doce que na minha máquina é o 5 e quantidade II o tostado que escolhi foi o médio, ficou bem douradinho em volta.

No principio ainda apanhei um susto, porque a amassa não cresceu quase nada no tempo de levedar, mas durante a cozedura cresceu bastante, ficou enorme e muito bom, o critico afinal disse que podia guardar a receita e cá está ela no sitio adequado.

Pão

>Pão de centeio

>Este pão fiz baseado na receita que vêm no livro da minha máquina, mas com algumas alterações.

Já foi feito há já algum tempo mas ainda não tinha postado e lembrei-me de o fazer agora para participar no Dia Mundial do Pão/World Bread Day 2009

world bread day 2009 - yes we bake.(last day of sumbission october 17)

Agua 350 ml
Sal 1 colher de chá
Açúcar 1/2 colher de chá
Farinha de centeio 300 gr
Farinha de trigo integral 200 gr
Fermento em pó 1 pacote
Meter os ingredientes pela ordem indicada na cuba da máquina de pão e escolher o Programa escolhido pão integral e o nível 1 para um pão até 750 gr o nivel de tostado foi o médio.

Para ficar com um toque diferente no fim de amassar a primeira vez juntei-lhe uma colherinha de chá de sementes de sesamo e outra de linhaça.

Já que falamos do dia mundial do pão queria fazer referencia ao melhor pão do país (para mim claro está 🙂

O Pão do sabugueiro – Serra da estrela – um pão de centeio, fofinho e com um sabor muito especial, delicioso fresquinho e em torradas uma delicia.

Sempre que vou lá á minha terrinha e o tempo permite atravessar a serra, levo sempre dois na ida, para a minha mãe e no regresso trago sempre outros dois para nós, dois porque um chega já meio comido ao destino, porque o cheiro dele fresco dentro do carro é insuportável, só não começei ainda foi a levar a manteiguinha para a viagem 🙂

Pão

>Pão de linguiça

>

Para fazer este pão tomei como base a receita de Pão-saloio que fazemos cá em casa, só que fiz para pão maior.
350 gr de Farinha 65
150 gr de Farinha de milho
100 gr de Farinha de centeio
400 ml de Água
2 colheres de azeite
1 colher de chá de sal
1/2 pacote de fermento vahiné
150 gr de linguiça
Adicionar na cuba da máquina os ingredientes pela ordem da receita, a linguiça partida aos cubinhos juntei apenas no inicio da segunda volta de amassar
Programa normal 1
Tostado médio
Quantidade de massa II

O resultado foi muito bom, só que a linguiça ficou meia desfeita, apenas se encontravam estilhaços, penso que é da pázinha da máquina que a tritura, para uma próxima vez corto maior.

Pão

>Pão saloio

>Este pão é da autoria do marido, que resolveu inventar com a farinha de trigo e de milho que trouxe de casa da mãe, que ainda faz pão de modo tradicional.

A farinha de milho segundo a minha sogra ainda devia ser peneirada, porque é daquela que se compra em sacos de 30 kg logo menos pura, mas nós fazemos assim mesmo sem peneirar.
Fica um pão muito bom e é o que temos feito sempre ultimamente.
300 gr de Farinha 65
100 gr de Farinha de milho
100 gr de Farinha de centeio
380 ml de Água
Meio pacote de fermento vahiné

O primeiro que fizemos com essa farinha foi só com trigo e milho, mas agora juntamos sempre o centeio, porque gostamos mais do sabor.