Arroz, Risotto

>Risoto de cogumelos

>Um risoto de cogumelos, para lembrar um pouco o arroz de miscaros que comia com tanta satisfação quando era jovem e que agora não sou capaz nem de passar ao lado…
Desde que comecei a trabalhar em hospitais e vi familias inteiras despedaçadas pelos famosos miscaros que toda a gente diz conhecer muito bem, mas de vez em quando lá sai um primo mais parecido e que é suficiente para envenenar uma familia inteira, nunca mais comprei, cá em casa só entram os de cultivo ou os que se vendem nos hipermercados devidamente catalogados, inspeccionados e afins…

1 chávena de arroz risoto
1/2 cebola
1 lata de cogumelos
1 chávena de cogumelos frescos
1/2 chávena de vinho branco
2 e 1/2 chávenas de água
1 cubo de Knorr de galinha (ou outro caldo feito de modo mais caseiro)
1 colher de sopa de manteiga
2 colher de sopa de azeite
Queijo ralado a gosto (esqueci-me….)

Primeiro picar a cebola bem fininha e levar ao lume a alourar na manteiga e azeite.

Juntar o arroz e mexer sempre até absorver a gordura toda e começar a ficar transparente.

Juntar então o vinho com cuidado porque borbulha muito e mexer sempre até secar completamente.

Juntar então caldo de carne, feito com a água e o cubo Knorr, a ferver aos poucos e sempre a mexer.

Juntar aqui os cogumelos.

Continuar sempre a mexer, para não pegar ao fundo do tacho e por ultimo juntar o queijo ralado e envolver bem.
Com a pressa esqueci-me, mas ficou bom na mesma, para mim o sabor dos cogumelos é tão bom que deve ter sido o inconsciente a não me deixar meter o queijo para não o disfarçar.

Anúncios
Arroz, Risotto

>Risotto de Palmito – Dia branco

>

Mais uma contribuição para o desafio que a amiga Mary lançou, para colorir o arco-iris gastronómico.

Depois de cores bem alegres temos agora o branco, eu mais uma vez tentei fugir dos docinhos tão apetecidos e de branco as opções eram muitas, mas optei por experimentar o palmito, muito pouco frequente na nossa gastronomia, uma coisa de que já tinha ouvido falar, mas que nunca tinha provado, mas depois de provar fiquei fã.

O palmito é um alimento obtido da região próxima ao meristema apical, do interior do pecíolos das folhas de determinadas espécies de palmeiras (ou popularmente, o “miolo” da palmeira). Trata-se de um cilindro branco contendo os primórdios foliares e vasculares, ainda macios e pouco fibrosos.

O meu risoto é uma mistura de receitas que pesquisei na net e um bocadinho também de outros risotos que costumo fazer.

1 chávena de arroz risoto
1/2 cebola
1/2 frasco de palmito de conserva
1/2 chávena de vinho branco
2 e 1/2 chávenas de água
1 cubo de Knorr de galinha
1 colher de sopa de manteiga
2 colher de sopa de azeite
Queijo ralado a gosto

Primeiro picar a cebola bem fininha e levar ao lume a alourar na manteiga e azeite.

Juntar o arroz e mexer sempre até absorver a gordura toda e começar a ficar transparente.

Juntar então o vinho com cuidado porque borbulha muito e mexer sempre até secar completamente.

Juntar então caldo de carne, feito com a água e o cubo Knorr, a ferver aos poucos e sempre a mexer.

Quando o arroz está quase cozido e já absorveu a maioria do liquido, juntar o palmito aos cubinhos ou ás rodelas, eu meti cortado das duas maneiras e aos cubinhos desaparece.

Continuar sempre a mexer, para não pegar ao fundo do tacho e por ultimo juntar o queijo ralado e envolver bem. Eu usei uma mistura de queijos ralados, que inclui chedar, mozzarela, parmesão e emental e polvilhei também no prato.

Ficou muito bom e cremoso.