Olhares, Viagens-Serra da estrela

>Nem as pedras escaparam !!!

>

E a estrada que parece levar-nos ao céu afinal faz-nos passar primeiro pelo inferno
Uma das zonas para mim mais bonitas de portugal está assim!!!!
e não são metros !!!! são kilómetros 
Sem mais comentários!!!!
  
  
Anúncios
Olhares, Viagens-Serra da estrela

>Brincando na Neve

>

Já há alguns anos que não via tanta neve como este ano, tivemos neve na cidade no Natal, no Carnaval e espreitou no alto da cidade na Páscoa.

Nestas férias da Páscoa, como já há algum tempo andávamos a prometer ao menino que o levávamos á serra para  brincar na neve, porque passamos por lá quase todos os meses, mas ou é na ida e vamos já tarde ou é no regresso e vimos também com pressa de chegar a casa, lá nos decidimos e aproveitámos um dia em que o tempo na cidade até estava solarengo e lá fomos com uns amigos, mas lá no alto  normalmente parece a sibéria, mas mesmo assim deu para a divertir um bocadinho.

O Piquenique que ia no carro é que teve que ser comido cá em baixo num parque infantil, porque o gelo não se aguentava e ainda por cima, eu mãe sempre atenta e cuidadosa, nem umas luvas nem um gorro me lembrei de levar!!!

As fotografias estão um pouco nubladas pelo nevoeiro e não só…

Um pouco da paisagem lunar sempre deslumbrante da Serra ainda que seja coberta de branco.

Até parecia que as giestas estavam em flor

O túnel cheio de estalactites de gelo

A neve nas cercas

Viagens-Serra da estrela

>A serra vestida de branco

>Que linda estava a serra cheinha de neve e com um céu azul e um sol de fazer inveja a muitos sitios mesmo no verão

Neve

……..E mais neve

A mini estância de sky lá do sitio, unica no país por certo

O gelo que se forma nas zonas mais sombrias, onde escorre água

E uma lagoinha quase toda gelada, mais um bocadinho e dava para uma bela patinagem

Mais um natal que passou, este ano teve a particularidade de ter um tempinho fabuloso e uma temperatura excelente lá pela beira, á excepção de ontem que caiu um nevão como já não via há muito tempo lá na cidade, pena que deixei a máquina fotográfica em casa e quando pensei ir buscá-la já estava uma tremenda confusão no transito que desisti.

É que neste país e naquela região em particular, onde os empresários da hotelaria rezam a todos os santos para que caia neve, quando ela cai as estradas são logo cortadas e sem alternativas!!!!Como aconteceu ontem na covilhã, a neve que tinha no centro da cidade três ou quatro cm de altura foi logo motivo para cortarem o transito para a serra e mesmo quem mora acima do centro também já não passa, se quiser que suba a pé mesmo que seja carregado com compras!!!!e como se não bastasse até o parque subterrâneo do centro da cidade foi fechado, não vá a neve tapar a entrada!!!!!

Enfim um país de faz de conta nisto como em tudo!!!!!

Saladas, Viagens-Serra da estrela

>Covão da ametade

>

Uma das coisas de que tenho saudades de quando era mais jovem é dos piqueniques de fim de semana que fazia em familia, no verão.

Como na covilhã não há praia e a cidade no verão tem temperaturas dignas do deserto, as pessoas adoptaram um costume, por um lado para fugir ao calor e por outro para passar um dia diferente, descontraido em familia, sendo que os recursos existentes, não são muitos, a serra sempre foi a melhor opção, pelas lagoas e sombras sempre fresquinhas.

Dos muitos locais possiveis, os meus pais sempre escolheram um que para mim é paradisiaco, o Covão da ametade.

Um parque verde, cheio de árvores, no fundo dos cantaros, formações rochosas altas que formam um circulo abrigado e isolado dos poucos barulhos artificiais existentes.

Para estes dias passados na serra, havia sempre a preparação do piquenique que começava muitas vezes logo na vespera e como para qualquer outro levava-se os petiscos do costume, e para aqui como havia estruturas proprias para fazer lume, levava-se também carne ou peixe para assar, as belas sardinhas ou a carne de porco tipica para estas coisas, o que implicava umas incursões pelo monte á procura de uns pauzinhos para o lume.

O dia que começava normalmente sempre muito cedo, para apanhar aquele lugar mais desejado, ao pé daquela arvore ou longe dos assadores, era passado entre jogos, comida, sesta para quem é de sesta, umas belas leituras e uns belos passeios a pé.

E porque é que me lembrei hoje disto!!!!!, porque depois dos exageros que tenho cometido ultimamente e porque almoçei sozinha, fiz para mim uma coisa que fazia muitas vezes parte do menu destes piqueniques. Uma salada de tomate com atum, tão simples mas que sabia sempre bem fresquinha.

A versão mais simples, só com tomate, cebola e atum, temperada só com sal, azeite e aregãos, era a que normalmente a minha mãe fazia, eu agora ás vezes junto-lhe mais, ovo cozido, azeitonas e até pepino.